Home » Notícias » Na véspera, moeda terminou o dia vendida a R$ 3,4948. Mercado pressionando cotações para baixo precificando o impeachment.

Na véspera, moeda terminou o dia vendida a R$ 3,4948. Mercado pressionando cotações para baixo precificando o impeachment.

Dólar sobe com BC, apesar de política local e bom humor externo.

O dólar opera em alta nesta quarta-feira (13), com a forte atuação do Banco Central para conter a queda das cotações compensando a euforia do mercado com a perspectiva de impeachment e o bom humor nos mercados externos após dados fortes sobre a China.

Às 10h29, a moeda norte-americana operava em alta de 0,54%, vendida a R$ 3,5138. Veja a cotação do dólar hoje

Acompanhe a cotação ao longo do dia:
Às 9h10, alta de 0,2%, a R$ 3,502.
Às 9h20, alta de 0,84%, a R$ 3,5244.
Às 9h40, alta de 0,3%, a R$ 3,5053.

Na véspera, o dólar terminou o dia vendido a R$ 3,4948, em alta de 0,01%. Ao longo de todo o dia, o mercado foi impactado pela forte atuação do Banco Central após as recentes quedas, mas com o mercado pressionando as cotações para baixo ainda precificando o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

A maior parte dos investidores acredita que, sem Dilma no poder, o ambiente político deve melhorar e, assim, ajudar na recuperação da atividade econômica.

Atuação do BC
O BC fará nesta sessão leilão de até 80 mil swaps cambiais reversos, equivalentes à compra futura de dólares. Além disso, não anunciou leilão de rolagem dos swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, que vencem no mês que vem.

Só neste mês, o BC já colocou no mercado o equivalente a 10,280 bilhões de dólares em swaps reversos, reduzindo em 10% o estoque total de swaps tradicionais, que atuam como venda futura de dólares e somavam cerca de 100 bilhões de dólares.

Até a sexta-feira, o BC vinha vendendo todos os swaps tradicionais ofertados, movimento que mudou na segunda-feira, quando o BC colocou apenas parcialmente a oferta.

“Não vai ter atuação do BC que seja capaz de evitar a tendência de queda do dólar”, afirmou o gerente de câmbio da corretora Treviso, Reginaldo Galhardo. “Há entusiasmo no mercado com o PT saindo do poder”, acrescentou ele.

As forte atuações do BC no mercado, para alguns, podem abrir a possibilidade de a autoridade monetária atuar no mercado à vista, comprando dólares. Mas, segundo afirmou à Reuters uma importante fonte da equipe econômica, esse movimento não está nos planos por enquanto.

 

 

FONTE:GLOBO.COM

Sobre Portal Trabalhista